Difference between revisions of "Montagem do Pêndulo de Precisão: Montagem mecânica"

From wwwelab
Jump to navigation Jump to search
 
(8 intermediate revisions by the same user not shown)
Line 42: Line 42:
  
  
[[Montagem do Pêndulo de Precisão: Interfaces elétricas| Próxima página: (Interfaces elétricas)]]
+
{|
 +
[[Montagem do Pêndulo de Precisão: Descrição do aparato|Página Anterior (Descrição do aparato)]]
 +
|}
 +
{|
 +
[[Montagem do Pêndulo de Precisão: Interfaces elétricas|Página Seguinte (Interfaces elétricas)]]
 +
|}
  
==Links==
+
==Ligações==
  
*[[Precision Pendulum Assembly: Mechanical assembly | Versão inglesa (English Version)]]
+
*[[Precision Pendulum Assembly: Mechanical assembly |Versão em inglês (English Version)]]
*[[Conjunto de Péndulo de Precisión: Ensamble mecanico | Versão espanhola (Versión en español)]]
+
*[[Conjunto de péndulo de precisión: ensamble mecanico |Versão espanhola (Versión en español)]]

Latest revision as of 14:08, 26 August 2021

Montagem mecânica

Nesta secção é descrito o procedimento de montagem do tripé metálico, também conhecido como Pêndulos Primários.

Ordem de montagem e enchimento com areia

  1. Aparafusar as três bases de plástico por baixo da base triangular e nivelar a base com o auxílio de um nivel de bolha;
  2. Encaixar as três secções inferiores de cada perna seguindo a numeração apresentada na figura abaixo;
  3. Fixar cada uma das pernas à base triangular apertando o parafuso fornecido e levando em consideração as letras "E" e "D", como mostra a figura abaixo, deixando os parafusos um pouco frouxos;
  4. Encher as pernas com areia com a estrutura em pé, na vertical (usar uma mesa ou escada);
  5. Ajustar a última secção de cada perna seguindo a numeração;
  6. Encaixar a placa superior de alumínio e apertar os parafusos levemente em cada uma das pernas;
  7. Para verificar se a placa superior e a base triângular estão alinhados, pode-se encostar toda a estrutura contra uma parede e ajustar a placa superior conforme necessário. Depois de ambos alinhados, apertar firmemente os parafusos do (i) triângulo inferior, seguido da (ii) placa superior;
  8. Passar o cabo do pêndulo e fixá-lo de forma a que o plano equatorial cruze a porta fotoelétrica, conforme mostra o esquema abaixo (vista horizontal);
  9. Alinhar toda a estrutura (regulando a altura das três almofadas que ficam em contacto com o chão) de forma a que a posição de descanso horizontal da bola, em relação ao feixe de laser, seja conforme especificado no esquema abaixo (vista de cima);
  10. Com o pêndulo em repouso, iniciar o movimento pendular movendo lentamente o fulcro no topo;
  11. Com o auxílio de uma lanterna na frente da pá e colocando um papel branco na sua outra ponta, ajustar os parafusos de inclinação horizontal para que a plataforma do lançador fique alinhada com o plano de oscilação. Isso pode ser visto facilmente se o centro da sombra do pêndulo não se mover horizontalmente.
Base da estrutura metálica Procedimento da montagem da estrutura Colocação da areia nas pernas Topo
Vista frontal do alinhamento do laser Vista de topo do alinhamento do laser

Montagem do pêndulo numa parede

A versão simplificada do pêndulo é fornecida como um kit de ferramentas para ser fixado numa parede de alvenaria ou de cimento. Não inclui o tripé e consiste num lançador com pá e num suporte superior para sustentar o fulcro.

Os principais aspectos a reter na fixação são (i) ter toda a estrutura completamente amarrada e fixa firmemente, (ii) ter o lançador perfeitamente horizontal e (iii) alinhado com o plano natural das oscilações (consultar a subsecção anterior "Ordem de montagem").

Manutenção

Os principais componentes do lançador não devem precisar de manutenção; não lubrificar nenhuma parte, exceto a calha, caso esta fique pegajosa. Para isso, deve ser desmontada, limpa com um pano macio e álcool e lubrificada levemente com uma quantidade muito pequena de graxa ou vaselina. Verificar se todas as esferas rolantes funcionam corretamente.

Se o cabo da pá (sobre o calha) se partir, este deve ser substituído por um cabo de aço com capacidade de 250 N, normalmente encontrado em linhas de pesca com bobinas de 25m. Se o pêndulo se encontrar num clima difícil onde a corrosão se manifesta facilmente, este cabo pode ser substituido por um cabo 'dyneema' equivalente.

Sugerimos dar duas voltas no eixo do motor. Embora a posição da coluna não seja crítica, descobrimos que em algumas situações é preferível colocá-la entre a pá e o motor. No entanto, nunca usar uma tensão elevada no cabo, pois pode comprometer o movimento rápido da pá. Normalmente, 2-5 N deve ser suficiente para evitar escorregar no eixo.


Página Anterior (Descrição do aparato)
Página Seguinte (Interfaces elétricas)

Ligações